Confraternização noturna de corredores de Blumenau

Foi assim a 1ª Corrida Noturna de Blumenau, organizada pela Fundação Municipal de Desportos, no dia 27, quarta feira.
Pelo que eu soube, o número de inscritos foi bem além do esperado. Ótimo!
Foram ótimas as ideias de: fazer a corrida noturna, em dia de semana e de apenas 5km.
Eu acho 5km uma distância muito democrática, porque atrai iniciantes, avançados (que gostam de provas rápidas ou querem treinar), jovens, menos jovens...
Fazer à noite é a melhor opção nessa época do ano, porque às oito da manhã já é muito quente. São Pedro ajudou, a temperatura estava perfeita, tinha até uma brisa (também não dá para chamar de vento...), e caiu  uma chuvinha antes da prova começar. Durante a prova e após, na premiação, não choveu.
Várias pessoas comentaram comigo que gostaram do fato de ser em dia da semana, porque nem todos podem no domingo, é dia de compromissos familiares, fora o cansaço acumulado e a função de acordar seis da manhã e preparar tudo, alimentação, hidratação, etc.
Quanto ao percurso, confesso que quando foi anunciado fiquei um pouco desconfiada, porque não é segredo que não gosto de dar duas voltas no mesmo trecho para completar o percurso, e acho que para 5km dá para tentar uma rota de uma volta só.
Mas no final gostei, e entendi os motivos da escolha. O percurso era plano, asfaltado, e em área iluminada. Sendo um trecho pequeno, pouca alteração do trânsito foi necessária, menos  fiscais e orientadores da prova, menor tumulto...com isso, inscrições mais baratas e facilidade em ter apoio do público que não foi correr e circula pela região.
Também foi muito legal a chegada bem no centro do parque, super iluminado.
Digo que foi uma confraternização porque foi um evento com muitas equipes e assessorias,  conhecidos que correm estavam lá, uma delicia encontrar o pessoal que nem sempre encontramos em provas realizadas em outras cidades.
O prefeito Napoleão estava lá, foi correr, com o meu amigo Andrigo fazendo pace para ele. Excelente. Ele é jovem, fica um exemplo para os cidadãos da importância de praticar exercícios e ainda prestigia a gente.
Claro que nenhuma prova é perfeita, mas para o primeiro evento do tipo na cidade, que não era para ser nada magnânimo mesmo, a Fundação está de parabens, movimentou o pessoal.
Pois então, não tinha cronometragem por chip. Minha opinião é de que o chip é fundamental nas provas atualmente. Pode encarecer um pouquinho, mas vale o preço. A largada estava beeem confusa, muita gente, e sem chip, fica o tempo bruto, ou seja, só quem larga lá na frente (elite e metidos a ela) terá seu tempo corretamente computado. Quem larga mais atrás, mesmo ultrapassando o máximo possível até a largada oficial, já está com tempo contando, e será prejudicado ao final. Tempo líquido para premiação é importante, inclusive para motivar o corredor. Sinceramente, não consegui saber exatamente a partir de onde larguei oficialmente.
Houve comentários de que o percurso não dava 5km. No meu garmin deu uma diferença de 60metros,  acho que é o desvio padrão, considerando que a medição é feita pelo percurso em linha reta e com as curvas abertas, e quando estamos correndo, vamos beeem para o cantinho para ganhar um espaço.
Esse negócio de deixar retirar o número até uns minutos antes da prova é simpático, especialmente porque a prova era em dia de semana, mas acaba atrasando um pouquinho a largada, não tem jeito. O atraso foi pouco, nada que comprometesse.
Pelo valor da inscrição, claro que não dava para ter kit, nem era esperado. Se virar uma prova mensal, ou bimestral, acho que dá para aumentar um pouquinho o valor, buscar um patrocínio, e quem sabe entregar uma camiseta de cor diferente a cada edição, ou uma camiseta para quem correr todas as edições...fica a dica.
Mas volto à questão do chip. A premiação não foi rapida como os organizadores gostariam, porque é claro que dá trabalho ficar lá procurando os vencedores de cada categoria, masculino e feminino. Aí chama no pódio, entrega, clap clap, fotos...e todos os masculinos primeiro e depois o feminino, deu até uma tristeza. Alguma categoria masculina deu problema, pararam, iniciaram a premiação feminina, e quando olhei no relógio já eram mais de nove e meia da noite.
Para mim estava tudo ótimo. Meu objetivo era exatamente confraternizar e correr com gente conhecida que fazia tempo que eu não encontrava, e fui para ser feliz, for fun, como diz o Everton. A ideia não era acelerar, acabei de retomar os treinos seriamente, tenho que ser mais seletiva nas provas em que vou dar o meu melhor.
Meu objetivo era fazer pace de 5', relax. Quando cheguei, encontrei o Ruy, amigo querido que está correndo muito, e a Fabi, da Wellness (top da categoria), e largamos juntos, astral bom.
E estava tão agradável, eu estava me sentindo bem como há tempos não sentia em uma prova (claro, era sem pressão), acabei apurando um pouquinho, e acabei em 23'40" no meu garmin, ou seja, contando lááá de trás. Nenhum tempão, mas pace de 4'45", e o melhor, sem esforço, ou, como disse o Daniel Oliveira, "sobrando".
Ainda assim, valeu o trofeu de primeiro lugar na categoria, oba!! Primeiro do ano, feliz feliz!! Mesmo dizendo que não dou bola, aiai, na hora que ganho é bom demais!
Pena que foi tarde a premiação, as outras premiadas da categoria já não estavam mais, fiquei muito sem jeito sozinha no pódio.
Para terminar este assunto, premiação por categoria é tudo de bom, viva a Fundação! Estimula todos os corredores. Hoje em dia, um rapaz de 16, 17 anos, faz um tempo numa prova de 5km que não tem como alguém com mais de trinta competir, e quem é do ramo sabe que tem gente competititva em todas as idades.
Uma coisa é aceitar a idade, claro que não é tão veloz, mas nem por isso os atletas mais velhos precisam se sentir excluídos de premiações. Então, para mim, a premiação por categoria somou muitos pontos. E não é porque eu ganhei, dessa vez eu não fui para isso. Fiquei mais feliz vendo o senhor de mais de 70 subindo ao pódio. Isso motiva qualquer um a correr para sempre.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Nike Odissey React - guest post by Simone Andriani!!

O que eu aprendi treinando para uma maratona - para a corrida e para a vida

Do que você está sentindo falta?