Manias, rituais, mandingas...

Dia desses, já faz tempo, eu estava vendo o Rafael Nadal  jogar tênis e reparando em todo o ritual dele antes de cada jogada: sempre igual, ele desentala a cueca, põe as mexas de cabelo para trás das orelhas, uma de cada vez, e mexe no nariz. E então saca. Sempre, todas as vezes, tudo igualzinho. Eu achei tão engraçado...até me dar conta da quantidade de manias que euzinha tenho para fazer minhas atividades físicas. Uhu, sou igual ao Nadal!! hahahaha.
Vou testando tops de corrida e aí  tem o top de tiros de velocidade, o top de tiros longos, o top da aula de bike, o top de prova de corrida, curta e longa, top de dia de sol a pino, top de dia de chuva. A mesma coisa com os shorts e com as camisetas. Short ou é  todo justo (mas não muito curto porque é muita coxa) ou larguinho com o justo embaixo, ja acoplado porque também não consigo usar dois. Escuro, sempre. Caiseta: só sei correr de regada, não importa a temperatura externa. Se estiver frio, manguito, mas manga curta, jamais.
Tenho as meias de treino e meias de prova.
Cintos de hidratação? muitos foram comprados, só um é usado. O primeiro que comprei!!!! Nunca mais achei um tão bom, e o pior é que alguns me enganaram, já que não tem test drive, então eu compro e uso uma vez. Daí ele sobe para a minha cintura, e me aperta de uma maneira que não consigo mais pensar em outra coisa que não isso. 
Quando eu estava bem magrinha o cinto encaixava certinho nos ossinhos do quadril, e não mexia, podia usar quase todos, que alegria (havia beleza em muitas coisas quando eu fiquei bem magrinha, menos nas minhas olheiras e no meu humor).
Quando eu corro na rua, é pior. Tenho os sentidos e lados da rua para começar e terminar, e na praia só sei correr começando em determinado ponto e indo para uma certa direção. Simplesmente travo com a ideia de fazer um percurso que vá em outra direção. Se eu não sair com todos os meus equipamentos do jeito que eu gosto, fico toda atrapalhada o treino inteiro. E nem tudo tem muito sentido. Claro que não correr de camiseta preta debaixo do sol é o melhor a fazer, mas se eu for com uma regata mais justa que começar a subir e o cinto de hidratação roçar no meu corpo...arrepios só de pensar.
E descobri que faço isso nadando no mar...aiai. Só consigo nadar se começar indo em direção ao início da praia, minha direita. Tentei começar indo para o outro lado, e fiquei tonta, pode?
Acho que tenho um bocadinho  de TOC - transtorno obsessivo compulsivo dentro de mim. Nada diagnosticado, e jamais será investigado, mas realmente eu tenho umas manias...O que me salva é que de tempos em tempos eu mudo a mania, quem sabe isso já estimula outro lado do cérebro.  
Quanto aos equipamentos, o porta número, que tinha virado meu melhor amigo de infância nas provas, não conseguia mais viver sem ele, agora também me incomoda, e como acaba subindo, acho que me deixa barriguda. E lá vou eu para os alfinetes outra vez. Dois, nunca quatro...kkkkk.
Não uso camiseta da prova no dia da própria, acho que não da sorte. Mas isso nem preciso explicar muito porque quase todas são de manga curta...
Houve uma época que eu era inspetor bugiganga total (como diz o Daniel, professor da Simone), levando e usando todos os acessórios possíveis, sempre com ipod, meias de compressão, porta numero, boné, oculos escuros, enfim...eu levava muito tempo para ficar pronta. Agora simplifiquei, até porque no verão não consigo levar tudo, e nem quero mais, me deixa aflita. Estou no esquema "menos é mais", não quero que nada atrapalhe meus movimentos. Prefiro levar dinheiro e parar no posto, fazendo um treino meio matado, do que levar duas garrafinhas com água que inevitavelmente vai esquentar.
E o cabelo? Nenhum fio pode escorregar e ousar cair no meu rosto enquanto eu corro. Sempre usei boné, inclusive na chuva, justamente para ajudar a segurar o cabelo. Agora li uma reportagem dizendo que o boné segura o calor na cabeça, recomendando a viseira, que deixa respirar. Faz bastante sentido, então tenho usado minhas viseiras que ganhei, estou gostando, embora o cabelo não fique beeem como eu gostaria (mais uma coisa para aprender a deixar passar).
E o frequencímetro? Sem comentários. Aquela fita e eu não nos entendemos, já joguei fora xingando umas duas, durante a corrida, maior desperdício. Descobri um agora que mede a pulsação...pelo pulso!!! Uau, como ninguém pensou nisso antes? Vou ver se consigo um desses para mim.
Mas acho que o pior, para os outros, é meu momento fúria/isolamento pós-prova. O final de uma prova geralmente é tenso, principalmente em distâncias mais curtas, porque a ideia é dar aquele sprint para a chegada. Não consigo parar imediatamente, preciso continuar me movimentando após a linha de chegada, e simplesmente não consigo falar com ninguém. Não dá, sou o cão. E devo ficar com uma cara horrível, porque as pessoas tentam chegar perto, e quando me olham, praticamente fogem...estou tentando melhorar. Por enquanto, nas provas mais longas já não fico assim, e quando fico, é por pouco tempo, uns dois a três minutos, que vamos, então, chamar de desaquecimento. Quem me conhece já sabe e avisa aos outros quando eu atravesso a linha de chegada: "deixa ela, deixa ela, não fala nada" (né, Sukita?). Devo ser mesmo assustadora! Mas não é pessoal, é coisa minha. Estranha, mas minha.
Bom, para terminar, quando via aquele Daniel Meyer correndo, só de sunga e descalço, pensava que ele era livre, e dava até uma invejinha, porque esse estilo natural não é para mim. Mas hoje em dia já acho diferente: acho que é uma mania dele também, oras. Não consegue botar tênis no pé para correr, acha que não vai dar certo, tem pé chato, joanete, sei lá, mas não necessariamente é um prazer, pode só estar incorporado (não o conheço, e não tenho qualquer embasamento científico ou prático para esse meu devaneio). 
Coisas de virginiana? pode ser. Mas será que só eu tenho rituais e manias na corrida?
Beijos, bom treino, espero que possam correr na praia como eu!!



Comentários

  1. Andréa, primeiramente quero dizer que vou aprender muito com teu blog. Gosto da forma objetiva e simples que tu escreve, então, obrigado desde já, hehehe.
    Quanto ao teu post, ri muito, como sempre. Me imagino com minhas coisas lendo teu texto, e acho que todo mundo teu suas manias sim, alguns mais, alguns menos, mas todos tem, faz parte de qualquer coisa em que colocamos em nossas vidas como algo importante. As camisas preferidas é um caso à parte, devo ter umas 20, tranquilamente, mas eu gosto de 4 ou 5, no máximo, e quando não estão limpas, usar outras é tremendamente horrível, desconfortável...além de me deixar gordo, hehehe... Boas corridas, e boa diversão sempre!! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tão bom saber que todo mundo é meio doidinho, né? Tuas provas são bem mais aventureiras, então tem que ter mais esquema ainda!! bjs

      Excluir
  2. Olá Andréa e parabéns pelo blog. Antes de tudo, se esta mensagem for ofensiva para você, por favor, desconsidere-a. Meu nome é Cadu e gostaria de te convidar para conhecer um novo e bom lugar a mais para ter sua página(não é preciso fazer nada em termos de construção, é só se inscrever e começar a usar) e fazer seus comentários diários sobre o que quiser falar. Sinta-se à vontade para visitar o site weweh.com e ver se te interessa e é proveitoso ter sua página lá. É grátis e a visualização de suas publicações é excelente, por dois fatores: assim que sua publicação é feita, ela aparece para todos que veem o site numa página chamada “agora”, http://www.weweh.com/agora e você também você pode direcionar para o espaço que seja melhor pra você. Exs: cidadãos, estudantes, esportistas, mães, cinéfilos, leitores, entre mais de 20 opções, http://www.weweh.com/pesquisar. Publicar para todos, só para homens, só para mulheres. Você poderá ser achada exatamente pelo que publica de interessante, seja sobre qual assunto for já que a página frontal do site é de procura, ou seja, você é achada por qualquer um que visita o site, não só amigos ou conhecidos de amigos, tendo assinantes em seu canal. Veja uma página já sendo usada por um usuário para conhecer: http://www.weweh.com/carlos (aonde eu mesmo falo muito sobre fotografia) e como sua página após encher de posts: http://www.weweh.com/carlos/posts. É só clicar em assuntos para visualizar todas as publicações. É um site voltado para ideias, paixões e talentos. A convergência dos fóruns com os blogs. De novo, se esta mensagem for ofensiva para você, por favor, desconsidere-a e desculpe por qualquer inconveniente. Agradeço.
    Carlos Roncatti Bomfim.

    ResponderExcluir
  3. Cada dia tbm aprendo mais com este blog.. parabens... eu tenho mtas manias tbm...e acho que é coisa de virginiana .. kkk me identifiquei totalmente com esta materia... rsrs bjus e qualquer hora marcamos um encontro pra bater aquele papo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente faz assim, eu te inspiro aqui, e um dia corro como tu...então vamos combinar que somos metódicas, e não chatinhas. Kkkkkk!!! hoje te mando tua receita! bjs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Nike Odissey React - guest post by Simone Andriani!!

O que eu aprendi treinando para uma maratona - para a corrida e para a vida

Do que você está sentindo falta?