Da série lançamentos que nos deixam doidos: Kinvara 9 da Saucony

Dia 09 de maio assisti a uma palestra do Gustavo Maia, do Programa Fôlego (do Youtube, recomendo muito), em Blumenau, na Loja Korrer (claro), em mais uma proposta show do Denis Hardt como uma das ações de inauguração da loja. E foi muito, muito legal. Me emocionei em vários momentos, não só pelas experiências de corrida que ele falou, mas pelo aprendizado que a gente tira para a vida, sobre amizade, desafios, conquistas, sensação de superação. 
E aí você está na loja, e tem o Kinvara 9. Com desconto porque era dia especial, mais desconto porque somos parceiros com Mulheres que Correm. Como resistir? Não resistindo hahahaha. Voltamos para casa eu e ele, lindo, da cor que eu sonhava. 

Azul jeans. Deuso.

Claro que ser lindo não é o que verdadeiramente importa, tem que ser bom. Para quem usa. 
Mais uma vez, deixa dizer que não sou especialista, sou corredora, que gosta de tênis. Como todos os corredores (talvez mais do que a média, tá). Digo de novo porque vi um esculacho do Gustavo num teste de tênis que ele fez no programa, fiquei até com vergonha...bom, minha proposta é sempre mostrar para os leitores como funcionou (ou não) o modelo para mim, como corredora amadora, que tenta se superar nos tempos. 
Então, assim como todo os Kinvara, é um tênis de performance. Mas não é igual ao 8. Então, se você comprou o 8 em promoção, porque vinha o 9, não fique triste, o 8 é ótimo, mas eu realmente senti diferença entre os modelos 8 e 9. Passei uma semana usando só Saucony, vários modelos, para me sentir mais segura em avaliar, e usei o 8 e o 9 em dias próximos para comparar. 
A tecnologia da sola continua sendo a Everun, com amortecimento que eles chamam de contínuo, ou seja, em toda a sola, então a ideia é ser um tênis leve, de performance, mas com amortecimento, e uma capacidade de resposta por toda a extensão da pisada. 
Essa tecnologia Everun, segundo a Saucony, é menos sensível à temperatura do que o EVA, por isso mantém a mesma qualidade durante toda a corrida. 
O Rodrigo Roehniss, especialista, disse que há mudanças no cabedal, com um tecido mais flexível com menos atrito aos pés.
Olhem a foto abaixo:



Eu realmente achei mais confortável essa lateral interna. Ali ao lado da lingueta, tem esse tecido, que é bem leve, e não permite que a lingueta fique se movendo, mas não abafa, pelo contrário. Achei o cabedal mais fresco no geral, mais respirável, ou seja, também se molhar, seca mais rápido. 
Embora na foto não pareça, a palmilha do Kinvara 9 é um pouco maior do que a do 8, fica mais bem encaixada depois que você acerta por dentro. 
Os furinhos do 8 não fizeram falta no 9. 


Tem uma parte nessa lateral externa que no 9 fez diferença no conforto, ali onde no 8 está escrito Kinvara, que agora é tecido mesmo, então facilitou a mobilidade.


O Kinvara 9 é o de baixo, que segundo o fabricante, tem menos composição de borracha de carbono, e provavelmente por isso ficou mais macio o tênis.
Porque o que eu percebi, entre o 8 e o 9, de diferença real, foi o conforto. Tênis que a gente usa para performance é para os treinos de tiros (velocidade) e em dia de prova, no meu caso, provas de até 16km, para o o Kinvara. E no caso do 6 e do 8 (não tive o 7) eu tinha cansaço após o uso dos modelos, embora tivesse uma boa resposta. Mas não tinha vontade de ficar com o tenis depois, se vocês me entendem. E o 9 eu achei mais macio, e ainda leve e super responsivo. Na segunda vez que eu usei, estava num dia meio desanimada, com restos de sinusite e cansada, e não botei fé. E ele me impulsionou muito!
Li que essa mudança no solado pode fazer diferença para quem tiver pisada supinada, para pior. O tênis é para pisada neutra, e eu tenho neutra com leve pronação, e ficou perfeito. Então melhor testar correndo, não apenas passeando na loja. 
Eu tinha às vezes a sensação de batida seca quando pisava com o Kinvara 8, e com o 9, até agora, não tive. Parece mais flexível. 
 A foto ficou tosca, mas meu objetivo era mostrar que a lingueta do Kinvara 9 é um pouco mais fina do que do 8, então para quem tem pé alto ficou melhor também.
O que falta saber é se a durabilidade do modelo será maior. O 6, que eu tive, teve um desgaste muito grande considerando o tempo de uso. O 8 foi melhor, mas eu acho que revezei mais com outros. Eu não corri a meia maratona de Floripa com o 9, porque não me sinto tão segura assim com ele para a distância, tenho cisma com meu peso, e tal. Mas tem quem faça até maratona, e aí vou querer saber da resistência dele. 
O tênis tem em torno de 212 gramas, e veio com preço tabelado de R$ 599,00, que eu acho um pouco salgado se ele não durar mais do que as edições anteriores. Isso porque ele não é o tênis que você vai usar todos os dias, em geral.  Se você faz treinos de velocidade, os famosos tiros, isso significa que você se desafia a correr mais rápido, independentemente da velocidade que alcança, mas quer sair da zona de conforto, e o modelo Kinvara é uma ótima ideia para você. Se acha muito caro o valor e quer ter um Kinvara para experimentar, o modelo 8 está em promoção em diversas lojas, e pode ser que ainda tenha na Korrer (porque venderam muito na expo da Maratona k42 de Floripa), estava R$ 399,00, um preço fantástico para um tênis desse porte. Masss, eu gostei mais do 9 kkk.
Vi muita gente usando e comprando o Kinvara no stand da Saucony a cargo da Korrer na expo, e Denis fez o que a Saucony fez em Amsterdã comigo: liberou o par para a pessoa da ruma volta pelo espaço, uma corridinha, e sentir mesmo a pisada, o conforto. Isso é para quem confia no cliente em potencial e na marca, porque comigo foi assim: andei pela expo, e saí com ele debaixo do braço, sem nenhuma dúvida. Saucony tem isso, você experimenta e meio que ama hehe. 
Faça um teste, vale a pena!!
Ahhh, recebi um email da Ativo dando voucher de desconto para quem correu em Floripa no K42 Floripa, a antiga meia de Floripa que virou Maratona, Meia e 7k, então se você correu, olha no spam se não tiver recebido nada, porque pode ser a chance de comprar o seu Kinvara, se não morar em Blumenau e região (até BC), porque aí vale muito mais a pena comprar na Korrer, com vendedores que entendem de corrida e você garimpa descontos show, principalmente se já tiver participado de treino Mulheres que Correm!
Bora correr, povo!!!






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A história de alguém fora do grupo de risco: de amiga de infância a coleguinha na corrida, com vocês a meiguice da Priscila Leite!

E para fechar com chave de ouro, quem eu quero ser quando crescer...Carol Sena!!

Gente como a gente, em busca do seu melhor: Ana Paula Martins e sua alegria!!