Postagens

Correr em Floripa - é, mais uma vez

Imagem
Ano passado, quando terminei a meia maratona do Rio, encantada e extasiada, já pensei imediatamente em me inscrever para a edição deste ano. As inscrições para a maratona abriram rapidamente, provavelmente para pegar  o nicho de mercado como eu (das empolgadas), mas para as outras distâncias não foi logo, e mudaram o calendário, com a meia no sábado e a maratona domingo, com a criação do desafio cidade maravilhosa (correr as duas distâncias, coisa de doido Disney kkkk). Enfim, seria no feriado novamente, e eu acabei pensando no assunto porque na real Rio de Janeiro não é um destino barato em nenhum aspecto, e sendo no feriado, a gente acaba querendo ir com a família, é tudo tão legal, e aí todos os gastos são da mesma conta, né? Pouco tempo depois já foi divulgada a nova meia de Floripa da O2, com maratona (k42 Floripa), meia e 7km recreativos, para a mesma data do Rio. É uma prova que eu adoro, não fui apenas em uma edição, já fui com chuva, já fui no dia mais frio do ano, com calor…

Da série lançamentos que nos deixam doidos: Kinvara 9 da Saucony

Imagem
Dia 09 de maio assisti a uma palestra do Gustavo Maia, do Programa Fôlego (do Youtube, recomendo muito), em Blumenau, na Loja Korrer (claro), em mais uma proposta show do Denis Hardt como uma das ações de inauguração da loja. E foi muito, muito legal. Me emocionei em vários momentos, não só pelas experiências de corrida que ele falou, mas pelo aprendizado que a gente tira para a vida, sobre amizade, desafios, conquistas, sensação de superação.  E aí você está na loja, e tem o Kinvara 9. Com desconto porque era dia especial, mais desconto porque somos parceiros com Mulheres que Correm. Como resistir? Não resistindo hahahaha. Voltamos para casa eu e ele, lindo, da cor que eu sonhava. 
Azul jeans. Deuso.

Claro que ser lindo não é o que verdadeiramente importa, tem que ser bom. Para quem usa.  Mais uma vez, deixa dizer que não sou especialista, sou corredora, que gosta de tênis. Como todos os corredores (talvez mais do que a média, tá). Digo de novo porque vi um esculacho do Gustavo num t…

Sandálias da Humildade e outros corres

Imagem
A sumida voltou. Estou há mais de mês para falar de uma prova incrível que fiz, que foi a subida do Morro da Abissínia. Ah, você nunca ouviu falar desse morro? Tudo bem. Eu só sabia que ficava em Rodeio, cidade pequeninha, que eu corri ano passado 5km, lembram? Corri a cidade toda, praticamente. E o organizador do Desafio do Morro da Abissínia, Carlos Morastoni, é meio parente do meu marido, um cara super legal, treinador de atletas incríveis, inclusive olímpicos, de Timbó e Rodeio para o mundo! E ele me falou da prova, que consiste basicamente em subir um morro até o topo, onde tem, adivinhem o que? uma igreja, claro, e descer. 6km de subida, 6km de descida, mais 2km planos, um de ida e um de volta. Diogo, o treinador,  conhece a prova e deu a ideia de eu fazer em dupla com o Joslei, atleta top da Fundação. Logo avisei que eu subiria, descida já fiz Urubici para nunca mais cair nessa de novo. Só que ninguém te prepara para o que tem lá. São os 6km mais longos da vida de qualquer pes…

A corrida e a família: solitária ou solidária?

Imagem
Acho que post vai  parecer azedo. Vou começar com umas comparações, não me julguem. Mães dizem: vai acordar às 5h30 para correr? Sua louca. Mas quando alguém  diz: vou acordar às 6h para ir à missa, é lindo. Pareceria falta de respeito dizer outra coisa, não? Ah, mas é diferente. É religião. Discordo. É prioridade. Acordar para correr não exclui ir à missa. Pode ir à missa ou à igreja em outro horário também. Não precisa sempre ter cara de sacrifício. No caso da corrida, tem o sol no verão, tem as crianças que acordam depois...Tem gente que acorda às 5h30min para esperar o sol nascer. Para meditar. E tem quem nem foi dormir ainda às 5h30min. Cada um com as suas preferências. E prioridades.  Mas é muito nítido o tom de crítica ao meu anúncio de acordar cedo, que pode ser 6h30min, 7h, inclusive às 8h, que nem cedo é, mas é porque a crítica é ao fato de eu acordar exclusivamente para ir correr, mesmo que isso não afete em nada a rotina familiar. Por que? E mais. Será que isso acontece c…

Declaração de amor à corrida em Floripa

Imagem
Hoje é aniversário da minha cidade. Minha porque é minha favorita, porque foi onde cresci, me criei, estudei, trabalhei...no momento tudo no passado, porque não estou lá. É a cidade natal da minha mãe, dos meus irmãos, e meu pai já é cidadão honorário. Sim, Florianópolis. Eu não nasci em Floripa, na verdade. Meus pais faziam mestrado em São Paulo quando nasci, e com cinco meses de idade eu estava no pedacinho de terra perdido no mar. Me considero florianopolitana, e falando de corrida, fui olhar fotos e basicamente as mais bonitas são de provas em Floripa. Que coisa, né? E isso em prova no asfalto, na trilha, na areia...no verão, na primavera, no inverno...impressionante.  Cacupé...
A cidade não é exatamente plana, mas ela tem uma parte plana considerável para quem gosta de correr, que é a Beiramar norte. Nas praias do norte, tem muito lugar para correr, como Jurerê. Mas quer correr na areia? nossa, fartura então. Joaquina, Campeche, Moçambique e sua areia movediça, Daniela (com seu …

A persistência da (falta de) memória: Correr em São José dá sorte?

Imagem
Persistência da Memória é um quadro do Salvador Dali, que tem o relógio derretido. Amo. Tanto que tenho a tattoo no punho. Adoro olhar e lembrar que o tempo flui, derrete, sem controle, e nos sobra aproveitá-lo da melhor maneira. Inclusive na corrida. A gente planeja uma prova, treina para ela e, quando se dá conta, chegou o dia. E no dia seguinte, novos planos...como é fluido esse tal de tempo...

Demais, né?

Eu já corri em São José algumas vezes. Criaram a beira mar de São José, uma via super legal, com uma vista interessante, asfalto novo, com um centro multiuso. Ótimo. Mas não tem nem 5km ali sem precisar entrar na avenida da cidade, aquela cheia de carros e vida normal. Então o percurso não é todo super fofo. Fui olhar meus posts de outras provas em São José,  já falei do percurso, e percebi que é sempre o mesmo. O calor também é sempre o mesmo. E aí eu vou lá, reclamo do calor e do percurso (porque em todas as provas de 10km são duas voltas), e volto a fazer. Ô gente doida. A rea…

Afinal, aonde nós, corredores, queremos chegar? Estamos indo no caminho certo?

Imagem
Agora a pessoa endoidou, pensam vocês lendo o título. O excesso de endorfinas no cérebro depois da corrida tirou a moça do eixo.
Isso é alegria! Fim da meia de NY, em 2013, já com a calça quentinha por cima, e a manta. Detalhe dos óculos nada específicos. 

Nada, na verdade só quero dar uma viajada nos rumos da corrida junto com vocês.  Sábado passado eu estive em um curso sobre corrida (parte dele, pelo menos), ministrado pelo meu treinador Diogo Gamboa, que é O cara.  E além de ter aprendido várias coisas que eu já deveria saber por treinar com ele, mas que não sabia porque nos encontramos menos do que eu gostaria (culpa minha), fiquei sabendo de alguns dados estatísticos que ele apresentou, e algumas conclusões me chamaram a atenção. Por exemplo, nos 10km, o ranking de 1997 apresentava como primeiro lugar um corredor com tempo de 28'08. Não o compare conosco, que podemos fazer 5km nesse tempo. Compare com o primeiro do ranking de 2007 que fazia em 27'28 hahahaha. Mas o mais …