Sim, os tênis são diferentes...

E não dá para usar qualquer um para correr. Parece frescura, conversa de marca de tênis para vender, mas não é. O tênis errado ou de má qualidade pode causar problemas nos joelhos, coluna, lesões...camelô, por exemplo, nem pensar.
Eu não sabia nada sobre tipo de pisada, tênis para treino, para prova, minimalista, tudo o que existe. E ainda sei muito pouco. Mas procuro me informar, porque descobri que realmente faz diferença para o rendimento e para o conforto, durante e depois da corrida. Nâo tem graça passar dois dias sofrendo com bolhas nos pés.
É útil saber o tipo de pisada. Acredito que existem duas maneiras melhores do que aquela indicação caseira de pisar o pé molhado em um jornal e pagar o mico de ficar tentando decifrar a pisada. A primeira é buscar uma loja de artigos esportivos que tenha o equipamento adequado. É rápido e funciona. Algumas filiais da Centauro têm, e no stand da Adidas no local do kit do Circuito das Estações também, e é de graça fazer o teste.
A outra opção, se voce tiver um treinador de corrida, é pedir para que filme você correndo na esteira, por trás, porque assistindo juntos vocês perceberão facilmente o tipo de pisada, além de ver outros "defeitos" de movimentos que podem tentar corrigir.
Sem aprofundar o assunto, a pisada pode ser supinada, neutra e pronada. O supinador pisa para fora, o pronador pisa para dentro, e o neutro pisa com a parte inteira da frente do pé (tem um desenho bem explicativo no site www.tenisdecorrida.com.br). Então, enquanto não souber o tipo de pisada, o mais garantido é usar um tênis para pisada neutra, o que é ótimo, porque são muitos os modelos.
O tênis tem que ser específico para corrida, por causa do amortecimento, da flexibilidade, e até do peso. A corrida é um esporte de impacto, então força articulações, joelhos, calcanhar.
E sim, existem tênis para correr que não são caros.
O ideal é ter um tênis para treinos e um para provas. E quem faz bastante trilhas, deve procurar um mais específico também.
O tênis para treinar é aquele que não machuca, confortável o suficiente para usar por um bom tempo, e que voce não fica louco para tirar quando termina o treino. Se você corre todos os dias (o que já não acho boa ideia para quem é amador), tem que ter dois tênis, para alternar o uso, não só para não deformar, mas porque o cheiro dentro vai ficar insuportável...
Para provas, normalmente se escolhe um tênis mais leve, que auxilie no desempenho, mesmo em provas mais longas como meia maratona.
Quando for escolher o tênis, não tem jeito: tem que experimentar, dar uma caminhada na loja, de preferência até uma corridinha, sem pressa para escolher, mesmo com cara feia do vendedor. Com o tempo, você vai conhecer melhor os seus pés, sua pisada, suas características durante a corrida.
As revistas especializadas costumam trazer, ao menos duas vezes por ano, uma seleção de tênis para corrida, escolhidos entre os lançamentos das marcas mais famosas. Essa seleção é bastante útil, e é feita conforme o tipo de pisada. Este mês tem na Contra Relógio. 
Qual a melhor marca? E qual o melhor tênis? o que fizer voce se sentir mais confortável, o que não machucar, o que te ajudar no impulso da corrida.
Alguns são liiiiindos, mas não se consegue correr mais de dois quilômetros porque faz bolha atrás, no calcanhar, ou aperta os dedos na frente, ou simplesmente não é para a sua pisada e voce fica com dor nos pés.
Outros são meio sem graça, mas quando você começa a correr, parece que está pisando em nuvens. Fica com o feio.
Eu adoro comprar tênis, ah, se tivesse mais verba...
E vou experimentando. Meus pés são finos, então eu calço normalmente 36, e o tênis tem que ser 37 (recomenda-se que o tênis seja um número maior do que o que normalmente usa. No caso da numeração americana, às vezes meio número é suficiente).
Uma amiga adorou um tênis que era largo na frente porque não apertava os dedos dela (pé gordinho). Pois é, meus dedos ficaram dançando dentro do tênis, e fiz bolhas. Em compensação, ano passado, na Maratona de revezamento do Beto Carreiro (delícia de prova), como estava chovendo bastante, resolvi ir com um tênis velhinho, que era 36. Péssima escolha, quando terminei a prova a unha do dedão já estava roxa, doía muito, e perdi a infeliz alguns meses depois.
Em relação às marcas, eu usava um Mizuno quando comecei a correr, e parecia bom. Até eu experimentar um Asics, que encaixava muito melhor, e era bem mais macio. Desde então, nunca mais me acertei com nenhum modelo da Mizuno. E eu provo de vez em quando.
Gosto tanto do meu Gel Kayano 17 da Asics que tenho dois. Iguais. Coisa de virginiana. E ele suporta treinos longos, de tiros, provas...Diz o fabricante que o modelo 18 está mais leve, o que o aproximará da perfeição para mim.
Sempre tive cisma com os tênis da Nike por causa daquele que tem as molas, um atentado aos pés. Mas mudei de ideia ao conhecer a linha Lunar: Lunar Fly, Lunar Glide, Lunar Eclipse. Leves, mas mantendo amortecimento, são ótimos  inclusive para correr na praia, não aderem, e fiz trilha com eles, não escorregaram também. E o preço é muito bom. Defeito? provavelmente não vai ter a mesma durabilidade do meu Asics, mas como o preço é menor, é boa relação custo-benefício.
Também gosto da Saucony, mas é um tênis mais duro.
Como não sou patrocinada por nenhuma marca, não ganho para falar bem (nem mal) de nenhum, só passo a minha experiência. E isso é muito individual.
Os tênis minimalistas, que estão na moda, pregam o oposto do que falei até agora, porque buscam justamente aproximar o corredor do solo, manter a passada o mais natural possível e próxima da corrida descalço. Ainda tenho certa resistência a eles, porque acho que tantos anos de pesquisas na busca das melhores tecnologias de amortecimento (para não forçar coluna, joelhos, etc), não podem ter sido em vão, se simplesmente voce poderia apenas correr descalço. Ainda não me convenceram, ainda mais aquela "luva de pés" (que ainda por cima é feio demais).
Pelo que li, os atletas de alta performance podem se dar muito bem com os tênis minimalistas, porque já correm numa pisada natural, e fazem isso há muito tempo.
Mas uma pessoa acima do peso, que começou a correr agora, justamente para emagrecer, e ainda vai se conhecer como corredor, não deve arriscar, melhor procurar um tênis com bom amortecimento, porque para os iniciantes tem que estar tudo certinho para não desanimar. E uma dor no joelho no primeiro mês de treino desanima qualquer um.
Então minha dica é: experimente o máximo possível, e não vá atrás do seu amigo que comprou um tênis ótimo e barato sem provar o calçado, porque cada corredor tem suas características individuais, os pés são diferentes. Se tiver um amigo que vai para os EUA em breve, e é daqueles que trazem encomendas (só os muito especiais fazem isso, né, Simone?), vale a pena pedir um, porque a diferença de preço é absurda. Mas sugiro fazer o seguinte: vá em alguma loja, prove os modelos que te interessam, e escolha o que o amigo vai trazer, porque ele não pode ter essa responsabilidade.
Se não dá, as lojas da internet (Procorrer, Centauro, etc) têm ótimas condições de pagamento também.
E quando chega aquele tênis que escolhi cuidadosamente, com aquele cheirinho de novo, pareço criança na noite de Natal, feliz, feliz, e o melhor: dá uma vontade de sair para correr naquele instante, anima demais! Quem sabe isso acontece com voce também?!








Comentários

  1. Sim, só os muito, muito especiais, para quem eu trago feliz da vida!!!!

    ResponderExcluir
  2. Será que se eu ganhar um tênis bem legal, fico com vontade de sair correndo, será??? Antes tenho que descobrir minha passada... Bom, pelo menos, já tenho pra quem perguntar todas as dicas sobre os tênis!!

    ResponderExcluir
  3. Oba! Com um blog assim quem sabe agora eu me animo a correr, pq tá difícil! Raquel Balsini

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Nike Odissey React - guest post by Simone Andriani!!

O que eu aprendi treinando para uma maratona - para a corrida e para a vida

Do que você está sentindo falta?