Saga maratona: longos mais longos

(não esqueçam que é retrospectiva, o abaixo foi escrito em agosto...)

Ontem fiz 28km!!! Gente, eu sei  que tem quem faça isso antes do café, mas para mim é muito muito!! É passar 7km de uma meia maratona, que é o que eu achava que era capaz de correr no meu limite.
E descobrir que posso ir além, e que o limite está mais à frente, e eu nem sei onde está...realmente é compreensível que o povo fique doido e vá correr ultras, e ultras super maxi ultras, para descobrir seu limite de quilometragem...
Não que eu pretenda, e ainda quero ser uma corredora rápida, e quanto mais km, menos velocidade. E esse é o aprendizado mais duro, saber que não adianta sair tocando o terror nos primeiros 10km, porque faltam muitos ainda.
Eu dividi em 4x7km, na minha cabeça. Funciona para mim ter vários pensamentos que norteiem o treino. O que eu quero dizer: são 4x7km, então estou correndo pensando nisso, quanto tempo vou fazer cada 7km, o acumulado...mas também combino comigo que vou beber água no 5km, e o gel vai ser no km 8. Daí com o gel tem a água, e depois no 12km vai ter a água de coco ou a palatinose, a garrafinha que vier na mão, porque me atrapalho com o conteúdo delas.
Depois tem o gel do 16km, a palatinose dos 20km, e a felicidade suprema dos 21km, ver quanto deu até ali de tempo, porque essa é uma zona de conforto para mim, então perceber que os 21km fiz sub2h, com folga, e eu estava super bem, só me animou.
E aí eu vi que o problema não é correr. Correr você treina. Sofre, mas treinando certamente vai fazer. Eu tinha feito 6km na segunda, 12km na terça, tiros na 4ª, de 2km, mais fortes do que o Diogo mandou, de novo, mas com controle mental sobre o treino, foi ótimo, e deram 11km no total, com aquecimento e o final. Na 5ª fiz 9km, e sexta foi uma musculação realmente leve, só o abdominal que castiguei mais, porque não está definindo de jeito nenhum. 
Não sei se é o volume de corrida, alimentação que tive que incrementar, mas essa pancinha não cede e não define, infeliz.
Enfim, fechei com 28km, e fui administrando o pace (pelo menos eu achava), de modo que nos últimos 4km sobrava e fiz para baixo de 5'15, até que o último km foi para 5'!! Feliz? Feliz é pouco
Então, voltando. Correr é isso, é saber que vai sofrer, que vai alegrar, que pode doer, que tem dias bons e outros ruins.
Mas o em torno incomoda. O que é o em torno? alimentação, hidratação, suplementação, roupa, tênis, etc.
Para esse treino longo dar certo, e, assim, te preparar para a prova longa dar certo, seja meia maratona, seja maratona, você tem que fazer as escolhas boas, e não dá para saber se foram boas até testar.
Não uso cinto de hidratação há anos, desde que vivian bogus entrou na minha vida com mil bolsos. Só que sem apoio, não querendo parar para comprar água, duas garrafinhas eram pouco. E comprei um cinto do jeito que eu até consigo  usar para testar: largo, para ficar fixo na altura do quadril, nunca na cintura, barriga, e com três garrafinhas. fechamento em velcro.
Fiz um trote de 500m antes de começar o "valendo": parei a cada 50m para ajustar até ele ficar encaixado como eu queria, sem me incomodar, senão eu ia voltar e deixar na portaria de casa.
Mas deu certo, e foi bom até o km20, quando as garrafinhas já estavam mais para vazias, e aí o cinco pula no corpo. Tirei uma e botei no bolso, vazia, e fui ajustando correndo mesmo, só reduzindo e me irritando profundamente. Consegui encaixar debaixo do bolso em que tinha garrafinha para não se mexer, e assim fui até o final. A lição é que ainda não está bom.
O short deu certo, com creminho para não assar, assim como o top, fui com o que eu confio, porque se cortar a pele no km16, faz o que? sofre. E não dá para pensar em outra coisa. Meia de compressão, porque acima de 15km eu prefiro. E tênis só a cada treino para saber, e o Pegasus 35 deu certo demais. Também passei pomadinha para evitar calinhos e bolhinhas...
Viram como correr é o fácil? Só para sair de casa levo muito tempo...
Diário pré treino: comi massa sem gluten na véspera, e de café da manhã comi metade de uma ciabatta sem gluten da Schaar que é uma delícia, só que não posso levar para a viagem porque tem que aquecer, está até nas instruções. Comi essa metade com dois ovos. Olha, foi suficiente.
3 geis de carboidrato, de sabores diferentes para não enjoar, mais a palatinose, e deu certo. Tive muita sorte porque o clima estava favorável, não esquentou e choveu bem no final, do jeito que é bom. Se tivesse esquentado, cápsula de sal teria sido bem necessária.
Terminei tão inteira que nem eu acreditava. Hoje estou com as coxas doloridas, acho que porque só fiz gelo na parte de baixo, no balde...
Bora começar outra semana.
Olha aí o cinto. Depois de pagar por esse, a Valery Melo (instapeople) mostrou um que tem um silicone para grudar e não passear pelo corpo. Já era...
Percebam também como eu repito os looks no treino. Eu testo as roupas em treino curto, e o que dá mais certo eu uso no longo. São muitas vezes os mesmos, principalmente short e regata...daí parece que tenho menos de meia dúzia hahahah



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliações de tênis - Rodagem: Comparação Freedom Iso - Saucony e 361ºKgM2

Avaliação do Nike Odissey React - guest post by Simone Andriani!!

Avaliações de Tênis - Saucony Kinvara 8